IMAGENS DE 02/06/2001:   

FELIZ-RS: 

a)  parte alta e centro:  1,   2,   3,   45,   6,   7,   8,   9,   10,   11121314151617181920

b)  comunidade de São Roque, com suas casas em estilo renano:  1,   2,   3,   45,   6,   7,   8

A cidade de Feliz obteve destaque nacional há poucos anos, quando foi classificada em primeiro lugar, no ranking das cidades do Brasil pelo conceito de desenvolvimento humano; perdeu recentemente esse posto, mas ainda continua dentre as 10 melhor classificadas no país.

Há poucos anos, a cidade perdeu dois grandes empreendimentos industriais, que constituíam símbolos importantes: uma grande unidade de fabricação de cervejas e outra, de produção de laticínios. Tais perdas forçaram a cidade a buscar outras alternativas, dentre as quais se destacam atualmente empresas do ramo de plásticos. O famoso festival nacional do chopp, realizado anualmente nas dependências da grande sociedade local,  foi herdado da época em que a cidade tinha participação importante na fabricação gaúcha e nacional de cervejas.

 Antes da conclusão da RS-122 (que passa por Bom Princípio), na década de 60, a estrada Júlio de castilhos, passando por Feliz, constituía importante rota de ligação da região do Vale do Caí com a região da Serra gaúcha. A ponte de ferro sobre o Rio Caí, que foi trazida da Europa no início do século passado,  constitui  marco histórico importante da cidade.

Feliz foi colonizada inicialmente por colonos alemães, pelos idos de 1850.  Muitos ainda preservam hábitos, e utilizam corriqueiramente um dialeto do idioma alemão; encontram-se, também, muitas construções bastante originais, feitas em estilo renano, bem mais simples e despojado que o estilo bávaro.

Em 1992, Feliz apoiou a emancipação de 3 de seus distritos: Alto Feliz, Vale Real e Linha Nova; desde então, os distritos emancipados, assim como o próprio município de origem, conseguiram progredir bastante.

IMAGENS DE 04/08/2001:   

- localidade de Vale do Lobo, que tem forte participação na produção de moranguinhos do RS:  1,   2,   3

- localidade de Escadinhas; antigamente, o acesso à região de Caxias do Sul era feito por essa estrada, porque logo adiante tinha sido construída sobre o Rio Caí, pelos idos de 1900, uma ponte de ferro trazida da Bélgica:  1,   2,   3,   4